04/03/2013

Resenha - A Culpa é das Estrelas, John Green


Hazel Grace tem dezesseis anos, gosta de programas de TV ruins, gosta de ler, seus pais a amam, mas não leva uma vida normal. Pois, ela tem câncer. E como se pode viver normalmente quando a morte está te rondando? Essa foi a grande questão do livro pra mim.

Então, ela conhece Augustus Waters, um sobrevivente do câncer de dezessete anos que perdeu uma perna, mas ainda assim, tem um bom humor que contagia. Ele sabe que é bonito, carismático e legal. Mas, isso não o transforma numa pessoa arrogante. Ele é mesmo isso tudo. E então Hazel começa a realmente viver. Não sobreviver, que são coisas absolutamente diferentes. Com a ameaça constante da morte, ela descobre o que é o amor e a felicidade.


Gus é completamente apaixonante. E Hazel, resiste à princípio porque se considera uma bomba prestes à explodir e não quer mais pessoas carregando essa dor. Já basta seus pais,  que ficarão sem filha. 

O livro conta várias histórias de crianças com câncer. A que mais chamou minha atenção é a de Isaac. Não quero dar spoillers, mas é realmente tocante. 

Acredito que cada um tenha captado sua própria mensagem do livro. Pois, ele basicamente fala sobre vida, morte, amor e saudade, o que sem sombra de dúvidas são conceitos únicos na vida de cada um. Mas, ele ensina também que é possível aproveitar a vida mesmo quando ela está se esgotando, é questão de querer. E aí fiquei pensando em quanto tempo a gente passa reclamando sem ter um problema realmente. Como minha mãe diz "tendo saúde, o resto a gente corre atrás".

Apesar da temática, o livro não é cansativo e nem um pouco melodramático. Pelo contrário, dá pra rir um bocado com o humor negro dos personagens.

“Alguns infinitos são maiores que outros… Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter.” – pág 235

Antes de escrever minha resenha, dei uma olhada no que a blogosfera estava falando e pude constatar exatamente que pra cada um o livro "fala uma coisa diferente". Eu geralmente não gosto de livro que já vem prometendo tristeza, mas me deixei levar pela delicadeza que John Green criou pra tratar de um assunto tão assustador. Por que o câncer é assim, assustador. Pra quem tem, para a família do doente, para os amigos do doente e mesmo pra que não tem. 


Os personagens são fãs de um livro fictício chamado "Uma aflição Imperial". O livro termina do nada e determinados a obter um fim, eles viajam pra Holanda. De tanto falarem no livro e em seu final, eu desconfiei do que estava por vir no final de Hazel e Gus.

A principal razão de nos identificarmos com o livro são os personagens totalmente reais. O que eles fala, o que eles pensam, como eles agem são totalmente de acordo com a idade, a doença, o medo... 

Você fica se perguntando o que faríamos no lugar daqueles personagens, o que faríamos se pessoas que amamos fossem vítimas do câncer. O livro me trouxe sentimentos contraditórios, fiquei feliz em ler e poder repensar em alguns valores da vida, mas ao mesmo tempo ele te deixa triste por lembrar que muitos Augustus e Hazels estão espalhados por aí, sofrendo da maneira deles nesse exato momento. A própria Hazel, foi inspirada numa pessoa conhecida do John, a Esther Grace Earl. 

Poderia falar bem mais sobre o livro, sobre como sofremos junto com os personagens, sobre como ele mostra as diferentes relações dos envolvidos com o câncer, sobre como a doença vai matando aos poucos não só fisicamente, mas também psicologicamente e etc...

Eu amei, super recomendo e creio que lerei novamente num futuro não tão distante. 


5 comentários on "Resenha - A Culpa é das Estrelas, John Green"

Nayane Maia on 25 de maio de 2013 16:39 disse...

Eu amei sua resenha, tô louca pra ler esse livro! :))

Anônimo disse...

baixei o livro ontem e não consegui parar de ler até termina-lo. o livro é simplesmente perfeito dentro do real. ele me tocou muito. chorei também rsrs mas é um livro que realmente eu recomendo.Ele te prende do inicio ao fim, sem enjoar nenhum pouquinho.. Não há palavras para descreve-lo

Anônimo disse...

Mais do que perfeito esse livro ! AMEI LER ... Tão emocionante .. confeço q chorei muitooooooo
RESENHA PERFEITA

Anônimo disse...

eu amei sua resenha eu tinha que escolhe um livro pra ler nas ferias a professora falo um poco desse livro mais não tinha certeza que ia ler e se livro mais depois de ler a sua resenha tenho certeza que vou ama ler esse livro
obrigada

juliano cesar de oliveira on 12 de abril de 2014 17:15 disse...

Oi adorei sua resenha....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

Postar um comentário

Gostou? Não? Dê sua opinião!
- Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.
- Todos os comentários serão respondidos aqui mesmo.

Seguidores

 

Loucas Por Livros Copyright 2009 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipietoon | All Image Presented by Online Journal