17/08/14

Sebos. Porquê visitá-los?

0 comentários
Todo leitor, além de ler, gosta de observar diversos outros detalhes num livro, a diagramação, a capa, o tamanho, o espaçamento das letras e o quesito mais subjetivo de todos, o cheiro do livro novo. Isso e o medo, às vezes irracional, dos livros usados, afastam dezenas de leitores de um dos lugares mais legais  para um apaixonado por livros: Os sebos.
 
 

Muitas vezes vítimas de preconceito, os Sebos podem guardar verdadeiros segredos, além do preço mais em conta. Da última vez que estive passeando por sebos, me deparei com uma edição antiga de 'O Pequeno Príncipe" em francês e fiquei apaixonada. Também vi a coleção 'Mediadora" da Meg Cabot sendo vendida por R$ 15,00 cada livro! Detalhe: Capa antiga. Ou seja, é uma grande opção para quem quer achar livros de edições antigas enquanto nas livrarias só se encontram as mais recentes, o que foi meu caso. Também podemos encontrar a bibliografia completa do autor favorito, conhecer títulos novos que não são tão badalados, encontrar livros didáticos bem baratinhos que ajudem no colégio, no cursinho, ou na aprendizagem de novos idiomas, e dar de cara com alguns clássicos e pensar seriamente em dar uma chance a eles.

Você agora pode estar pensando "Mas, isso tudo eu também consigo encontrar na internet". Sim, é verdade. Só que com a compra de livros usados, eu prefiro ser mais cuidadosa ter certeza do que estou levando para casa. Além disso, é mais fácil descobrir coisas novas passando os olhos pela estante, observando os livros que chamam à atenção e lendo a sinopse.

 
Acredito que o motivo que mais afasta os leitores dos sebos é a impressão de que entrarão num lugar com livros empoeirados, velhos e entulhados. E sim, alguns sebos são assim, mas garanto que tem muito lugar legal, sebos arrumadinhos, limpos, organizados e com livros em seu mais perfeito estado.
 
Um exemplo disso, é o sebo Berinjela, um dos mais famosos aqui no Rio de Janeiro, que fica lá na Av. Rio Branco (185 - loja 10). Se vocês moram aqui ou estão para visitar, a dica é andar pela Avenida Passos, que acaba lá na Praça Tiradentes e abriga vários sebos, aliás, no Centro é bem fácil dar de cara com um sebo. Alguns bem bonitinhos e arrumados e outros, do jeito que vem à mente quando ouvimos a palvra "sebo" bagunçados e entulhados de livro.

-
E vocês? Curtem sebos? Já se aventuraram? 

Gostou do post? Dá uma força para o blog curtindo nossa page no facebook.

05/08/14

Eu vi: Across The Universe

0 comentários
Ambientada nos anos 60 e embalada pelos Beatles, Across The Universe conta a história de Jude e Lucy, e a trajetória de seu grupo de amigos.
O musical que se passa nos anos 60 tendo como plano de fundo a guerra do vietnã, o movimento hippie, sexualidade, drogas e indecisão sobre o futuro narra a história de amor de Jude e Lucy. Jude (Jim Sturgess) é um garoto de liverpool que vai para os EUA atrás de uma nova vida, e Lucy (Evan Rachel Wood) é uma americana que vê sua "vida perfeitinha" ser abalada pela guerra. Os dois se encontram e a partir daí não é muito difícil de prever o restante do roteiro. Mas, isso não desmerece nem um pouco o que vemos nas mais de duas horas de duração do longa.

Mas, o que torna o filme especial mesmo além da linda direção, é claro que são as músicas dos Beatles. São 33 regravações escolhidas perfeitamente para cada momento do filme. A primeira música do filme é "Girl" que nos conta o que podemos esperar do romance e acaba lembrando um pouco do clipe do James Blunt. Em seguida a apresentação dos personagens fica por conta de "Hold me Tight", em duas versões que nos dão a atmosfera que cada um vive e a dimensão que os Beatles tiveram.
O inglês chega ao novo continente e logo de cara, no campus da Universidade de Princeton, conhece Max (Joe Anderson), irmão de Lucy. A amizade entre os dois rapazes é imedita. Morando em Nova York, eles conhecem a cantora Sadie (Dana Fuchs), o músico Jo-Jo (Martin Luther McCoy) e Prudence (T.V. Carpio), fechando assim o grupo de personagens principais à trama. Cada um com direito ao seu solo.

O filme tinha tudo para ser perfeito, tanto para fãs quanto para não fãs dos Beatles, mas a direção resolveu passar por todas as fases que os Beatles passaram e no filme, algumas cenas da fase psicodélica poderiam ter ficado de fora, assim como a personagem Prudence, que fica perdida no meio da história e só serve de pretexto para  "Dear Prudence" ser cantada.
Mas, não são só os Beatles que são homenageados no filme. Janis Joplin e Jimi Hendrix nos personagens de Sadie e Jo Jo. E o que são as músicas cantadas pela Sadie? De tirar o fôlego. Além da participação especial do Bono Vox.

Across The Universe é o retrato dessa geração. E esse retrato é feito através dos musicais, no começo os personagens tem vidas nomais, problemas cmomuns e assim são as números apresentados, logo após, eles se envolvem com política, drogas e guerra e a fase psicodélica chega à incomodar e então os números vão voltando ao normal e entrando nos eixos, assim como os personagens.
Eu amei! Com certeza recomendo à todos. Aos que são fãs da música e dos Beatles e querem "viver" aquela época e aos que não são tão conhecedores, é uma boa chance de fazer os anos 60 e 70 fazer seus olhos brilharem.

04/08/14

"Aura Negra" poderá sair do papel com ajuda dos fãs

0 comentários
 

Mesmo com o não tão bem sucedido primeiro filme, os produtores de Vampire Academy afirmam que a saga pode ganhar uma sequência e tudo vai depender dos fãs.

Por meio do crowdfunding, os fãs terão a missão de acumular 1,5 milhões de dólares para a realização de “Frostbite: A Vampire Academy Film” por meio do site IndieGoGo, caso o valor seja alançado, o restante do orçamento da produção será custeado pelos apoiadores oficiais.

A campanha será lançado nessa quarta-feira, dia 6 de agosto.

Se a meta for cumprida, a pré-produção começaráno final deste ano, as gravações acontecerão no início de 2015, e o filme chegará aos cinemas no final de 2015. "Aura Negra" seguirá Rose (interpretada em "Vampire Academy" por Zoey Deutch), com sua missão de proteger sua melhor amiga, Lissa, uma princesa Moroi (Lucy Fry). Ela também terá um novo interesse amoroso o "bad boy" Adrian.

Embora os produtores tenham "a intenção" de trazer de volta o elenco original (Deutch, Fry, Dominic Sherwood e Gabriel Byrne, para citar alguns), o retorno deles, vai depender da disponibilidade de cada um e ainda não está confirmada.

Os fãs já demonstraram o apoio à série "Vampire Academy" antes, levando-o para a rodada final deste ano do MTV Movie Brawl. Para não mencionar os mais de 32.000 fãs que assinaram uma petição change.org em apoio a uma sequência.

Contribuintes podem esperar "recompensas" como, atualizações exclusivas do set, roupas da Academia de São Vladimir, participações no filme e etc. A campanha que vai durar um mês também contará com concursos e aquisições em todas as plataformas de mídia social do filme.

29/07/14

5 livros sobre... Garotas Plus Size

2 comentários
Beleza, padrões, autoestima e o corpo feminino andam de mãos dadas e não é tão fácil quanto se pensa encontrar protagonistas, principalmente em livros juvenis que saiam do padrão, por isso, resolvi fazer o 5 livros sobre desse mês sobre garotas gordas, apesar delas lidarem com seus corpos de maneira bem diferentes.

Eleanor & Park

 Os personagens que dão título ao livro são dois jovens de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande”, é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths.

Por quê indiquei? Eu amei o livro e mesmo que você não o ame quanto eu, não dá pra negar a ótima mensagem que o livro passa sobre nos aceitar do jeito que somos, que a beleza é um fator subjetivo e que devemos aceitar o amor das pessoas.


 Preciosa

Claireece Precious Jones é obesa. Analfabeta e está grávida pela segunda vez do próprio pai. Vítima de Constantes abusos físicos e psicológicos por parte da mãe, alimenta a esperança de melhorar sua vida e a da filha. O encontro com uma professora batalhadora a apresentará a um mundo novo, no qual poderá expressar seus sentimentos e recuperar a voz e a dignidade. Uma história de luta, coragem e redenção.
 
Por quê indiquei? Uma história tensa que inspirou um filme maravilhoso! 
Tamanho 42 não é gorda

A cantora pop Heather Wells chegou ao fundo do poço. Nenhuma gravadora se interessa por suas músicas, o pai está atrás das grades e a mãe fugiu para Buenos Aires com todas as suas economias. Quando finalmente consegue um emprego de inspetora em uma faculdade, Heather acredita que tudo está melhorando. Ou será que ela está enganada? 

Por quê indiquei? Meg Cabot sabe como ninguém falar com as garotas, sejam elas mais novas ou mais velhas, e nesse livro temos um protagonista gordinha com problemas de aceitação, assim como várias garotas da vida real devem ter.


Felicidade Clandestina

Publicado pela primeira vez em 1971, "Felicidade Clandestina" reúne 25 contos que falam de infância, adolescência e família, mas relatam, acima de tudo, as angústias da alma. Como é comum na obra de Clarice Lispector, a descrição dos ambientes e das personagens perde importância para a revelação de sentimentos mais profundos.

Por quê indiquei? Um livro de contos de da Clarice Lispector, e num deles encontramos uma portagonista "gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente crespos" como ela mesma descreve.


O Diário de Bridget Jones

Desde as primeiras linhas deste diário, você vai achar que já conhece Bridget Jones de algum lugar. Ela está na faixa dos 30 anos, é solteira, mora numa cidade grande, quer parar de fumar, acha que está marcando passo no emprego, tomou a firme resolução de fazer ginástica três vezes por semana e assumiu o compromisso de não chegar ao fim do ano sem aprender e programar o videocassete. Parece familiar? Então aqui vão outras características de Bridget. Desconfia dos livros de auto-ajuda, mas não resiste a dar uma olhadinha neles.
É um desastre na cozinha, mas fantasia jantares inesquecíveis com o auxílio de livros de culinária. Banca a mulher independente, mas não passa uma noite sem sonhar com o príncipe encantando. Sofre com a idéia de não receber presente no Dia dos Namorados, mas em seguida, se convence de que está é só uma data comercial. 

Por quê indiquei? Acho que todas conhecem a Bridget e sua baixa autoestima, não tinha como ficar de fora da lista.
-
Gostou do post? Dá uma força para o blog curtindo nossa page no facebook.

23/07/14

Três filmes que vi sem ler o livro

2 comentários
Vida de leitor tem dessas coisas, né? Às vezes a gente espera anos pela adaptação e às vezes, ela chega bem antes de você ler o livro. E eu tenho a tendência de não ler um livro cujo filme já tenha visto, por isso, ainda que toda regra tenha sua excessão, evito o máximo fazer isso e decidi fazer esse post. Segue aí 3 filmes que vi, mas não li e não sei se lerei o livro.


1 - Diário de Uma Paixão
Amei esse filme! Achei a estória linda, o cenário perfeito e o elenco encantador. E o que geralmente acontece é o filme ser inferior ao livro, e eu fostei tanto, mas tanto desse filme, que não quero achar ele pior. Deu pra entender?


2- Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Chick Lit não é exatamente meu estilo favorito, até tem uns que amo de paixão, mas desde o início o título não me chamou atenção, por isso, já que não coloquei na minha lista de leituras mesmo, decidi ver o filme, que pra quem não leu é até legal e dá para dar umas risadas, mas que deixou os fãs super decepcionados.


3 - O Diabo Veste Prada
Sou mega fã da Anne Hathaway. Então, tudo o que estreia no cinema com ela, eu dou um jeito de assistir, e não penso duas vezes se for adaptação e não tenha lido o livro. Lembro que na época do lançamento, algumas amigas já tinham visto o filme, amado e compraram o livro. Eu vi o filme, até gostei, mas não me fez ficar curiosa para o livro. 

Gostou do post? Que tal dar uma ajudinha curtindo na page lá no facebook?

Seguidores

 

Loucas Por Livros Copyright 2009 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipietoon | All Image Presented by Online Journal