13/02/2013

Resenha - Destino, Ally Condie


    Uma distopia romântica    

Cássia Reyes tem 17 anos e mal pode esperar para seu Banquete do Par. Aquele onde a sociedade designa a pessoa que Cássia deverá amar e se casar. Parece horrível? Não para Cássia. Ela vive numa sociedade onde tudo é controlado pelo governo. Eles dizem o que vestir, o que comer, o que fazer em quais horários, quando casar, quando ter filhos e até o dia da sua morte. E as pessoas não vêm problema algum nisso. Já que a sociedade os faz viver bem.

O tão esperado Banquete chega e Cássia descobre que seu Par, aquele que será seu marido aos 21 anos é seu melhor amigo Xander. Entre tantas pessoas no mundo, é raro e ao mesmo tempo perfeito que seu par seja ele. Mas, quando ela chega em casa e coloca o cartão de dados sobre seu par para ver, outro rosto aparece por um instante. Ky! Outro conhecido seu. E aquilo sim era muito estranho.

A partir desse momento Cássia começa a enxergar a Sociedade com outros olhos. Ela vê que a perfeição que ela acredita, na verdade não existe.

Pessoas que nascem com algum tipo de doença física ou mental  são separados do resto da Sociedade. Aqueles que comentem infrações são denominados Aberrações e condenados a viver em piores condições. 

A Sociedade é opressora. Ao ponto de destruir obras de arte, músicas, filmes e até fatos da história. Foram escolhidos 100 exemplares de cada um. E nenhum deles estimulam lutas, coragem ou força de vontade. A criatividade é oprimida, criar coisas novas é impossível.

Os livros da série:
1. Destino
2. Travessia
3. Reached 


Esse livro já está na minha lista há tempo, desde antes da estreia nacional. Vi várias resenhas positivas, me interessei de verdade pela estória, mas ainda sim não dei a devida importância. 

O livro começa muito bem. Fiquei muito interessada pela Sociedade criada pela Ally Condie e vi diversas coisas que poderiam ser exploradas. Mas, diferente dos outros livros distópicos, o foco nesse é o romance. 

Quando Cássia ver o rosto de Ky, ela começa a imaginar como seria se sua vida tomasse um rumo diferente do planejado pela Sociedade e ela começa a se aproximar do garoto. O que não teria problema algum se a história realmente evoluísse. No entanto, o contrário ocorre, o livro perde o ritmo e chega à irritar em alguns pontos. Acompanhamos a rotina monótona de Cássia e o florescer do relacionamento com Ky.

Enquanto isso acontece, Xander que é descrito como melhor amigo, pessoa amada, confidente e etc, SOME! Dá pra contar nos dedos as páginas que ele aparece. E algumas dela dá pra perceber que a Ally jogou ele ali só pra ele não desaparecer completamente. Total desperdício de personagem. Gostei muito mais dele que de Ky (TeamXander). 

No final, as coisas começam a ficar realmente interessantes. E o livro acaba.

Ou seja, esse livro é uma enorme introdução à estória que ainda está por vir. E com certeza deve ser o mais fraco da série. Se fosse julgar o livro até a metade, com certeza não leria os outros, mas no final deu pra ver uma luz no fim do túnel.

Recomendo o livro pelo próximo volume que promete ser bom!

Preços

Americanas
FnacCultura



2 comentários on "Resenha - Destino, Ally Condie"

Letícia Almeida on 15 de fevereiro de 2013 22:36 disse...

Olá! Te tagueei para um meme lá no meu blog!
http://meninaderosas.blogspot.com.br/2013/02/meme-5-livros-para-ler-em-2013.html

Mabi Vilaça on 6 de outubro de 2013 11:23 disse...

Também sou Team Xander rs
Achei o Ky muito ruim. Ela tinha que ter continuado o romance inicial,com o Xander.

Postar um comentário

Gostou? Não? Dê sua opinião!
- Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.
- Todos os comentários serão respondidos aqui mesmo.

Seguidores

 

Loucas Por Livros Copyright 2009 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipietoon | All Image Presented by Online Journal