16/11/2014

Eu vi: Se Eu Ficar


Se Eu Ficar, é um drama juvenil baseado no livro de mesmo nome da autora Gayle Forman, relançado pela Editora Novo Conceito e já resenhado no blog.
No filme, acompanhamos a história de Mia (Chole Moretz), uma violoncelista de 17 anos que sofre um trágico acidente de carro com seus pais e irmão caçula. Em coma, numa experiência extra corpórea, Mia tem que decidir se "segue para a luz" com o resto da família, ou se fica, pelos amigos e em especial, o namorado rockeiro Adam. Passamos a revisitar o passado de Mia em busca de uma decisão entre a vida e a morte.

Eu gostei bastante do filme! Cumpriu ao que se propôs e conseguiu arrancar lágrimas em diversas cenas, mas que acabou pecando exatamente onde não poderia ou não deveria, na representação do amor de Mia tanto pela família quanto por Adam. Mesmo quado sabemos sobre a morte de cada um, existe claro a dor, mas o momento passa muito rápido e isso nem parece pesar tanto assim na decisão. Achei Mia, uma protagonista apagada...
Os pais dela ao contrário, robam a cena quando aparecem.  Os dois são super legais, roqueiros que abriram mão de uma vida na estrada com uma banda para criar os filhos, mas que não deixaram o estilo de vida anterior de lado... Eles tem a mente aberta e apoia os filhos incondicionalmente, inclusive quando Mia vai contra "os ideiais" da família e decide tocar violoncelo e se apaixona pela música clássica. Os dois dão leveza ao filme. Afinal, Mia mesmo em dias normais soa meio depressiva e melodramática. 

A trilha sonora é muito bem feita e um ponto alto do filme, o contraste entre o rock e a música clássica é evidente, sem se tornar chato. E ajuda o filme a contar uma história nas entrelinhas. Através da música sabemos que Mia se acha uma estranha na família, que ela tem medo de se envolver com Adam, que mais tarde tem que decidir se a música é mais importante que o namoro. Aliás, Jamie Blackley convenceu super bem na pele de um vocalista numa banda em ascenção! O personagem, Adam, é carismático e feito para ser apaixonante. E quando os dois se tornam um casal, a construção de personalidade da Mia está ligada diretamento aos dois enquanto casal, diminuindo ainda mais a possibilidade de maior  desenvolvimento pessoal.

Enfim, o filme vale à pena se você gosta de filmes para chorar, é bonitinho, passa uma mensagem legal e como adaptação não deixa muito à desejar não. òbvio que se compararmos ao livro, tem um detalhe ou outro que falta, mas de modo geral, a história e a essência do livro estão lá.

2 comentários on "Eu vi: Se Eu Ficar"

blogger do livro-manuh on 14 de março de 2015 16:07 disse...

Eu também tenho um blogger do livro.E assisti se eu ficar também. De uma espiadinha no meu blogguer também Juliana Oliveira.Bjuss

blogger do livro-manuh on 15 de março de 2015 19:40 disse...

Amoooo!!!

Postar um comentário

Gostou? Não? Dê sua opinião!
- Comentários ofensivos e/ou preconceituosos não serão aceitos.
- Todos os comentários serão respondidos aqui mesmo.

Seguidores

 

Loucas Por Livros Copyright 2009 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipietoon | All Image Presented by Online Journal